Caritas Africa: Being on all fronts against poverty

2015-06-15 Vatican Radio

An interview with Jacques Dinan

AP2201076_LancioGrande(RV) Interview – The African Union has just concluded its 25th summit. The meeting, which brought together heads of state and government from across Africa in Johannesburg, South Africa, was dominated by the political crisis in Burundi and the “Bashir case. The International Criminal Court, which is prosecuting the Sudanese president for genocide, war crimes and crimes against humanity, had asked South Africa to arrest him. The South African government preferred not to follow up and let Omar al-Bashir go back to Khartoum on Monday.

However, this summit was supposed to be dedicated to women and their “empowerment” but the political issues of the moment have overshadowed this theme which remains, among many others, unavoidable for the continent. Among the actors trying to improve societies and living conditions is Caritas Africa, which brings together Caritas in sub-Saharan Africa. Its former executive secretary, Jacques Dinan, while in Rome, looks back at the work the organization has done in recent years, particularly in the fight against poverty, as he explained to Xavier Sartre.

 

(Tratto dall’archivio della Radio Vaticana)

______________________________________________________

Igreja \ √Āfrica

Cáritas Рreforçado o espírito de família e cooperação fraternal

Radio Vatican – 19 maio de 2015

 

O Cardeal Arlindo Furtado e a Drª Marina Almeida, respectivamente, Presidente e Secretária da Cáritas Nacional de Cabo Verde РRV

Terminou domingo em Roma, na Domus Maria, depois de uma semana de trabalhos, a XX Assembleia da Cáritas Internacional, uma confede-ração de 164 Cáritas nacionais, às quais se juntou este ano mais uma. A do Sudão do Sul.

A Assembleia que elegeu como seu novo Presidente para os próximos 4 anos, o Cardeal Tagle, das Filipinas, aprovou também para esse período um plano estratégico articulado em 5 pontos. Mas para além disso, sobressai o espírito de família e de cooperação fraterna entre os diversos membros da confederação Рsublinhou Michel Roy que foi confirmado no cargo de Director que vinha desempenhando havia já quatro anos

No que toca ao plano quadrienal, o Director disse disse que em primeiro lugar est√° o intento de p√īr a C√°ritas no centro da pastoral da Igreja; depois continuar a melhorar a resposta √†s urg√™ncias, como cat√°strofes naturais, conflitos, e √†s consequ√™ncias cr√≥nicas que deixam atr√°s de si Em terceiro lugar, promover o desenvolvimento humano integral num duplo bin√°rio: refor√ßar as organiza√ß√Ķes comunit√°rias para que desenvolvam as suas pr√≥prias iniciativas e estabele√ßam parcerias com as autoridades nacionais e locais Por fim, continuar a construir uma solidariedade global com base numa pedagogia C√°ritas. Nesta linha se inscreve a campanha mundial sobre o direito √† alimenta√ß√£o para todos e a preocupa√ß√£o de dar visibilidade √†s ac√ß√Ķes da C√°ritas Internacional. O quinto ponto do plano estrat√©gico pretende fazer com que todos os membros das C√°ritas estejam √† medida de desempenhar a sua miss√£o como cristo como refer√™ncia e com profissionalismo.

Terminada a Assembleia em Roma, um bom n√ļmero dos participantes deslocavam-se segunda-feira a Mil√£o, onde a C√°ritas tem neste dia 19 uma jornada especial na Exp√≥ 2015, Exposi√ß√£o Universal, cujo tema fundamental desta edi√ß√£o √© precisamente a alimenta√ß√£o no mundo de hoje O Cardeal D. Arlindo Furtado, Presidente da C√°ritas de Cabo Verde e Marina Almeida, Secret√°ria, v√£o l√° estar sobretudo com olhos de observador:

The Assembly of the International Communities was preceded by the Conference of African Communities, which also elected a new executive committee. A Presid√™ncia passou de D. Francisco Silota, Bispo de Chimoio em Mo√ßambique, para o arcebispo de Kumasi, no Gana, D. Gabriel Yao Anokye, e o Secret√°rio, de Jacques Dinan, das ilhas Maur√≠cias para Albert Mashika, da Rep√ļblica Democr√°tica do Congo, em cuja C√°ritas trabalhava desde 2001

To the question of whether he hopes to assume the role of Secretary of Africa’s Territories, which encompasses the national territories of 46 countries in the Sahara, Albert Mashika says:

“No momento em que fui eleito senti que a responsabilidade que me foi confiada √© pesada. Mas n√£o tenho medo porque o Senhor que quis que fosse eleito para esse lugar de responsabilidade h√°-de me dar os recursos necess√°rios para realizar esta miss√£o na sua Igreja. I must say that there are also zone coordinators, 6 in Africa, and I also count on them to carry out the mission that I was entrusted with. Cada uma das 46 C√°ritas tem um papel a jogar na actua√ß√£o do plano estrat√©gico que adoptamos e que cobre o per√≠odo 2015-2019.”

Albert Mashika garante tamb√©m que as diferen√ßas lingu√≠sticas n√£o constituir√£o uma barreira. √Č que os de express√£o oficial portuguesa se lamentam da preval√™ncia do franc√™s e do ingl√™s nas reuni√Ķes e documentos da C√°ritas-√Āfrica, tendo eles sempre de se esfor√ßar por se adaptar…

“Estatutariamente falando, sei que as l√≠nguas de trabalho da C√°ritas-√Āfrica s√£o o ingl√™s, o franc√™s e o portugu√™s. O meu predecessor, Jacques Dinan, cada vez que publicava algo, documentos como o quadro estrat√©gico, o boletim de informa√ß√£o… fazia um esfor√ßo para que fossem publicados nas tr√™s l√≠nguas da C√°ritas-√Āfrica. E eu prometo continuar nesta mesma linha. Mas h√° tamb√©m os colegas da Guin√©-Equatorial que s√£o de l√≠ngua espanhola e lamentam-se do facto de n√£o se falar espanhol na C√°ritas-√Āfrica. Faremos tamb√©m um esfor√ßo em rela√ß√£o √† C√°ritas da Guin√©-Equatorial para que se integre na fam√≠lia das C√°ritas-√Āfrica e poderemos ver as modalidades pr√°ticas a p√īr em acto durante as nossas reuni√Ķes. As l√≠nguas n√£o dever√£o ser uma barreira, mas uma oportunidade para realizar a miss√£o. A nossa preocupa√ß√£o √© manter a unidade da √Āfrica e de fazer com que as diversas C√°ritas, qualquer que seja a l√≠ngua de trabalho se sinta membro da Fam√≠lia C√°ritas e haver√° disposi√ß√Ķes que ser√£o tomadas para que as l√≠nguas n√£o constituam uma barreira.”

A C√°ritas-√Āfrica that passed agora a fazer parte do SECAM, Simp√≥sio das Confer√™ncias Episcopais da √Āfrica, com sede em Gana, transferir√° a sua sede de Lom√©, no Togo, para o Gana – disse√Īos ainda o neo-secret√°rio, Albert Mashika.

______________________________________________________

rfi

Indian Ocean Cape

Jacques Dinan

Jacques Dinan, Executive Secretary of Caritas Africa

By Abdoollah Earally